2022Futebol InternacionalNoticias

Chile continua esforço para expulsar Equador da Copa

Chile recorre da decisão da Fifa para tirar Equador da Copa do Mundo

A federação chilena está apelando da decisão da Fifa de liberar o Equador para participar da Copa do Mundo depois que a reclamação inicial do Chile de que o Equador colocou um jogador inelegível em uma eliminatória foi rejeitada .

Em 10 de junho, a FIFA determinou que o Equador poderia jogar no Catar depois que a federação chilena, a ANPF, disse ter provas de que Byron Castillo do Equador não nasceu na cidade equatoriana de General Villamil Playas em 1998, conforme consta em seus documentos oficiais.

Mas o Chile continua a alegar que Castillo nasceu em Tumaco, Colômbia, em 1995 e usou documentos falsificados depois que o lateral jogou em oito dos 18 jogos do Equador nas eliminatórias.

 

Jorge Yunge, secretário-geral da Associação Chilena de Futebol, disse em um comunicado: “Temos certeza absoluta das conclusões de nossas investigações.

“É absolutamente claro que o jogador usa um documento equatoriano adulterado. O que está em jogo aqui não é apenas uma vaga na Copa do Mundo de 2022, mas todo o princípio do jogo limpo.”

O que aconteceu nas eliminatórias da CONMEBOL para a Copa do Mundo?

O Chile terminou em sétimo na classificação com 19 pontos, perdendo a chance de ir para o Catar em novembro.

Peru terminou em quinto lugar para o último lugar potencial no Qatar, mas perdeu a final depois de perder o playoff para a Austrália.

O Equador, por sua vez, terminou em quarto lugar na classificação final automática.

Brasil, Argentina e Uruguai conquistaram as outras três vagas classificadas.

Artigos relacionados